Kongresse

 


Congresso »Literaturas judaicas, geografias latino-americanas«

14 a 16 de setembro de 2020

Universidade de São Paulo – Brasil, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Campus de São Paulo

 

A partir do século XIX começam a surgir, em diferentes regiões da América Latina, comunidades judaicas de diversas origens – desde marroquinas até russas e ucranianas, desde alsacianas até egípcias, sírias e romenas, entre tantas outras. Estabelece-se, assim, uma nova diáspora, uma diáspora de diásporas, que traz consigo, para os migrantes e para seus descendentes, não só os desafios relativos à adaptação a um novo idioma, mas também aqueles que decorrem do confronto com uma nova geografia física e humana.

Os novos ambientes, os novos climas e as novas paisagens são retratados por literatos de diferentes origens e formações das mais diversas maneiras. As representações do novo lugar, de sua natureza e de sua gente, adquirem os mais variados contornos. Entre as paradisíacas imagens na realidade latino-americana criadas num clássico da emigração como Brasil, um país do futuro, de Stefan Zweig, e a irremediável alienação ante o clima hostil e a cultura estranha dos brasileiros, tão frequentemente tematizados na obra de Samuel Rawet, encontra-se uma pletora de modos de apreensão e de representação das novas realidades físicas e culturais.

Esta diversidade está associada, por um lado, à própria experiência pessoal dos migrantes, determinada pela classe social à qual pertencem e pela sua trajetória no novo contexto, mas também por concepções culturais relativas a diferentes modalidades de relacionamento com a natureza que são, por sua vez, também as mais variadas: entre o conceito romântico da natureza como lugar do idílio e de realização das melhores capacidades do ser humano e o conceito colonialista, que vê na natureza, de um lado, um objeto a ser explorado e, de outro, uma força hostil que é preciso subjugar, diferentes modos de entendimento da natureza e de relacionamento com ela governam, também, as representações literárias que se pretende investigar. O clima, por exemplo, que a alguns imigrantes parece sedutor e agradável torna-se, na visão de outros, o inimigo implacável que é preciso enfrentar dia após dia.

O propósito deste colóquio, assim, é abordar, de maneira ampla e abrangente, as diferentes elaborações e representações literárias das geografias latino-americanas desencadeadas pelo fenômeno das novas dispersões judaicas. De que maneira a nova geografia é representada em obras literárias de autores judeus radicados nesta região? Como a nova paisagem física e humana se relaciona com a memória das paisagens deixadas para trás no momento da emigração? Quais são os registros emocionais que se estabelecem a partir do encontro dos imigrantes judeus com as novas terras? Quais são os modelos de relacionamento com a paisagem e com a natureza que governam as representações literárias das novas realidades? Como os diferentes tipos de formação dos literatos enviesam e determinam o olhar que eles lançarão sobre as paisagens físicas e humanas do novo continente? Quais são as imagens por eles evocadas e como elas se relacionam com as tradições culturais das quais provêm os autores? Quais são os paradigmas culturais a partir dos quais o novo ambiente é interpretado? Como são representadas as cidades do novo mundo, em contraposição às dos países que foram deixados para trás e como se relacionam os escritores com as memórias urbanas de suas famílias?

Estas são algumas das questões a serem abordadas ao longo deste congresso, que pretende abranger um vasto espectro de literaturas judaicas latino-americanas, pertencentes a diferentes momentos dos séculos 19, 20 e 21, e escritas tanto em idiomas trazidos das terras de origem dos imigrantes (ídiche, ladino, alemão e outras) quanto nos idiomas locais (espanhol, português).

Propostas de comunicações, com até 400 palavras, juntamente com um currículo abreviado do proponente (10 linhas no máximo) devem ser enviadas à Comissão Científica do Congresso pelo e-mail litjudamlat@gmail.com

Serão aceitas comunicações em inglês, espanhol e português. A data limite para envio das propostas é 20 de março de 2020 e as respostas deverão ser enviadas até o dia 14 de abril de 2020.


Tagung: »Portugal im deutsch-deutschen Fokus. Zwischen Diktatur, Kolonialkrieg, Revolution und Demokratie (1960-1990)«

Technische Universität Chemnitz, Institut für Europäische Studien und Geschichtswissenschaften Professur Kultureller und Sozialer Wandel

Data: 05.12-06.12.2019

Veranstaltungsort: Zentrum für Materialien, Architekturen und Integration von Nanomembranen (MAIN), Rosenbergstraße 6, 09126 Chemnitz

Organisation:
Thomas Weißmann (TU Chemnitz) und Antonio Muñoz Sánchez (ICS Lisboa) · Eine Anmeldung ist nicht nötig. Bitte einfach nach Chemnitz kommen!

Mehr dazu: https://www.tu-chemnitz.de/phil/iesg/professuren/swandel/forschung/tagungen/Portugal/index.php


Tagung  “Almada Negreiros und die Portugiesische Moderne”

Georg-August-Universität Göttingen, 21.-22. Juni 2019

Die neue Cátedra José de Almada Negreiros des Camões I.P. an der Georg-August-Universität Göttingen feiert am 21. und 22. Juni ihre Einrichtung mit einer internationalen Tagung zum Werk ihres Namenpatrons und seiner Rolle für die portugiesische Moderne.

Mehrere Spezialisten werden sich mit den literarischen Texten, dem künstlerischen Schaffen, dem theoretischen und politischen Wirken und der internationalen Vernetzung von Almada Negreiros beschäftigen; und eine Gruppe von Nachwuchsübersetzerinnen stellt Ergebnisse aus der Arbeit an den herausfordernden Texten des Autors vor. Ergänzt wird die Tagung durch Posterbeiträge der Studierenden.

—> zum Programm Flyer_Coloquio_Almada Negreiros_def


4.º Congresso Internacional „Pelos Mares da língua portuguesa“

4.º Congresso Internacional „Pelos Mares da língua portuguesa“

Universidade de Aveiro (Portugal), 23 a 25 de maio de 2018

Este congresso situa-se, este ano, entre dois marcos importantes para a língua portuguesa: o dia do autor português, a 22 de maio, e o dia de África, a 25 de maio. Pretendemos, assim, na linha das três edições anteriores, sublinhar a importância da língua portuguesa como meio de comunicação intercultural.

O programa do congresso incluirá conferências plenárias, mesas-redondas, comunicações livres, pósteres, exposições.

Painéis temáticos

1. Pelos mares de África

2. Pelos mares da América

3. Pelos mares da Europa

4. Pelos mares do Oriente

Nestes quatro painéis poderão ser abordados os seguintes tópicos:

• O português, uma língua de comunicação e culturas

• Diversidades linguísticas, culturais e literárias

• A língua portuguesa na era digital

• Geografias da língua portuguesa – redes de ensino (língua materna, língua segunda, língua estrangeira, língua de herança)

• Roteiros da língua portuguesa (museológicos, científicos, turísticos, literários)

• Diálogos interartes (cinema, música, ilustração, fotografia, pintura, etc.)

• A língua portuguesa em diálogo com outras línguas

• Vozes literárias em língua portuguesa: textos, contextos e intertextos

• A língua portuguesa nos negócios e na diplomacia

mares4.web.ua.pt/index.php/apresentacao/

 

CfP: III Colóquio Internacional de Linguística Histórica – Mudança e Estandardização

O Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada da Universidade de Coimbra (CELGA – ILTEC), organiza, em 09 e 10 de novembro de 2017, o III Colóquio Internacional de Linguística Histórica, que dará continuidade aos já realizados em 2010 e 2012. O Colóquio estará subordinado ao título «III Colóquio Internacional de Linguística Histórica – Mudança e Estandardização».

Áreas temáticas:

As propostas de comunicação deverão enquadrar-se nas seguintes áreas temáticas:

i) estudo histórico das línguas: questões teórico-metodológicas;

ii) mudanças na história da língua portuguesa;

iii) definição do português no contexto ibero-românico;

iv) história social da língua portuguesa;

v) definição de norma(s) e estandardização na história do português;

vi) pluricentrismo do português: fundamentação histórica.

Submissão de resumos: 15 de abril a 31 de maio de 2017

Página do evento